Cuiabá, Domingo, dia 19 de Novembro de 2017
Busca: 
Quem Somos Jurisprudência Promotoras Legais Peças Processuais Livros Projetos e Campanhas Homenagens Agenda Copevid

Promotoras Legais Populares

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Os diversos formatos de família são debatidos pelas alunas do projeto Promotoras Legais Populares
27/09/14 
Por: Renata de Paula Teixeira

 

No dia 27 de setembro de 2014, de 08 às 12 horas, em continuidade a temática  “família” a assistente social do MPE/MT,  Renata Teixeira, discorreu sobre “Famílias: breves reflexões” para as alunas do Curso de Formação Promotoras Legais Populares de Cuiabá – PLP/MT. Neste encontro, também foi divulgado às alunas a realização do “Primeiro Seminário Estadual 'Nós podemos Mato Grosso' - Enfrentando a Violência de Gênero”, a ser realizado no dia 10 de outubro, evento realizado com a parceria das Promotoras Legais. 

Para iniciar as atividades Renata desenvolveu a dinâmica “Desenho da Família”, com o objetivo das alunas desenharem as suas famílias e ser suscitada a reflexão sobre a diversidade de modelos e arranjos familiares. Cada aluna teve a oportunidade de retratar sua família, por meio de uma atividade lúdica e de visualizar o desenho das demais mulheres. Desta forma, os desenhos foram socializados para que as mulheres examinassem com atenção cada um observando as diferenças na representação da família.

Após essa observação o grupo foi convidado a refletir sobre as seguintes questões: Existe algum desenho igual? Que diferenças significativas podemos identificar nos desenhos? Que semelhanças podemos identificar nos desenhos? No debate tendo como pano de fundo estas questões, as alunas destacaram: a diferença na quantidade de membros; a constituição desses membros (consanguíneos e afetividade); a presença de idosos; a separação da figura paterna; a representação dos vínculos; a formação de famílias com presença apenas de mulheres; o cuidado de um homem para com a criança; a relação próxima entre homem e mulher; a distância territorial de algumas famílias; a ilustração da casa como local de segurança; a presença de animais; o tamanho da figura masculina em detrimento da feminina representando a relação de poder; o tamanho da figura masculina semelhante ao tamanho da feminina imprimindo uma relação de igualdade; a separação do homem; a redução do número de membros nas famílias; a presença do sol nos desenhos, simbolizando luz, alegria e felicidade; a expressão facial e as vestimentas dos membros que compunham as famílias e outros.

Em seguida, através da dinâmica “tempestade de ideias” as mulheres descreveram o que é família. Foram pontuados como sendo família: laços de sangue e afetividade; união, companheirismo, unidade; núcleo de pessoas para estabelecer cuidado; tipo que vive no mesmo espaço com conjunto de regras; pessoas que moram num mesmo espaço (casa); presença de animais; grupo social; célula mátria da sociedade; berço dos valores; bem vivido e o mal vivido, ao ser presente os atritos e conflitos; e dentre outras.

A partir desta construção e do conhecimento prévio das alunas, a assistente social abordou a história da família, demonstrando o seu caráter sócio histórico; a conceituação de família; a relação entre família e política social e o trabalho com família. Durante a explanação, Renata Teixeira, suscitou-se a reflexão das alunas, buscando romper preconceitos e julgamentos sobre família, a partir do convite a reflexão crítica a respeito das próprias experiências com sua família (de origem e construída), bem como os valores, crenças e sentimentos envolvidos.

Ainda se destacou a construção social da família nuclear burguesa a partir do capitalismo, a qual é difundida pelas instituições sociais como a ideal e a certa, negando assim, os novos arranjos familiares. Ponderou-se a necessidade de superar o paradigma de família pautado no binômio: família “desestruturada” e família “estruturada”, para realizar um movimento de reconhecimento da variabilidade dos modelos familiares. Nesta perspectiva, Renata chamou atenção para o respeito aos novos rearranjos familiares, os quais foram demonstrados por meio de dados atuais da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílios – PNAD. Igualmente, destacaram-se as questões de gênero que perpassam a discussão sobre família, como o “papel” da mulher na família nuclear e a centralidade da família nas políticas sociais, ou seja, na garantia da proteção social, tendo, em especial, a mulher como a responsável.

As alunas participaram das dinâmicas com aceitação e entusiasmo; se envolveram nas discussões realizando questionamentos, tirando dúvidas e trazendo exemplos concretos. Ao avaliar a aula, uma aluna ressaltou: “Gostei muito da aula, pois veio a completar o tema visto na faculdade ampliando a visão entre teoria e prática, na questão família e políticas públicas.”. Já outra destacou: “O tema de hoje foi muito bom, a dinâmica foi maravilhosa.”.

Para finalizar o encontro a Coordenadora Técnica do PLP, Rosa Morceli, informou as alunas que no dia 10 de outubro, Dia Nacional de Combate à Violência contra a Mulher, realizará o “Primeiro Seminário Estadual 'Nós podemos Mato Grosso' - Enfrentando a Violência de Gênero”, o qual constitui uma atividade do Curso do PLP, sendo importante a presença da sociedade.

Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Promotoras Legais Populares
28/03/15
Turmas de Promotoras Legais Populares se reúnem para traçar metas de trabalho
26/03/15
Promotoras Legais Populares de Cuiabá são homenageadas
28/02/15
Emoção, autoconhecimento e valoração do trabalho em equipe marcam o útimo dia de aulas da segunda turma do PLP
07/02/15
Promotores e Terapeuta dão aulas para as Promotoras Legais Populares
31/01/15
Promotoras Legais Populares visitam a Secretaria de Segurança Pública
13/12/14
Promoras Legais Populares tem aulas sobre saúde da mulher e doenças sexualmente transmissíveis
29/11/14
Primeiros socorros, álcool e drogas são temas de palestras no PLP-MT
08/11/14
alunas so PLP têm aulas sobre adoção, previdência social e direito do consumidor
25/10/14
Educação, bullying e assistência social são temas de debate no projeto Promotoras Legais Populares
10/10/14
Promotoras Legais Populares e parceiros realizam seminário
11/10/14
Estatutos do Idoso e da Criança e do Adolescente são estudados no PLP
13/09/14
Promotoras Legais Populares estudam Direito de Famíia
30/08/14
Formação socioeconômica do Brasil foi o tema do encontro do Curso de Formação Promotoras Legais Populares de Cuiabá
16/08/14
Organização do Estado e Participação Popular são temas dos trabalhos do Projeto Promotoras Legais Populares
02/08/14
Promotoras Legais Populares de MT estudam a Constituição Federal , os direitos fundamentais e o perfil dos agressores domésticos
26/07/14
O conhecimento dos próprios direitos foi o tema da reunião das Promotoras Legais Populares - MT
07/06/14
Alunas do PLP têm aulas sobre a Lei Maria da Penha com promotora, juíza e defensora pública
30/06/14
A Lei Maria da Penha sob a perspectiva feminista é debatida pelas alunas do projeto Promotoras Legais Populares
24/05/14
Lei Maria da Penha é estudada pelas alunas do Projeto Promotoras Legais Populares
17/05/14
Violência de gênero é tema de palestra das Promotoras Legais Populares
PALESTRA EM ENCONTRO NACIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA
Poderes se unem contra a violência doméstica - Lançamento do Projeto "Homens que Agradam NÃO Agridem"
D2 Comunicação Ltda
Rua 14, nº 125-A, Bairro Boa Esperança, Cep nº 78.068-775, Cuiabá/MT CNPJ 08.604.523/0001-59. Fone: (65) 9998-9173