Cuiabá, Domingo, dia 19 de Novembro de 2017
Busca: 
Quem Somos Jurisprudência Promotoras Legais Peças Processuais Livros Projetos e Campanhas Homenagens Agenda Copevid

Promotoras Legais Populares

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Promoras Legais Populares tem aulas sobre saúde da mulher e doenças sexualmente transmissíveis
13/12/14 
Por: Renata Teixeira

 

 Neste sábado, dia 13 de dezembro no período matutino e vespertino foi realizado o último encontro de 2014 do Curso de Formação Promotoras Legais Populares – PLP/MT. O encontro foi permeado pelo debate sobre diversos temas atinentes à saúde e pela confraternização de final de ano da segunda turma.

A primeira temática foi “Política Pública de Saúde”, desenvolvida pela assistente social da Secretaria Estadual de Saúde, Vera Lúcia dos Anjos, a qual identificou os  assuntos de interesse das mulheres para em torno desses abordar a saúde pública. Vera trouxe o histórico do Sistema Único de Saúde - SUS, destacando o predomínio das ações sanitárias e o investimento em hospitais até 1988, e os desdobramentos da VIII Conferência Nacional de Saúde que culminou nos artigos referentes à saúde na Constituição Federal de 1988.

Vera apresentou o cenário da articulação da Conferência em âmbito estadual e nacional e mostrou os avanços, no que tange ao conceito ampliado de saúde e a noção de saúde como direito e dever do Estado a partir da Constituição Federal. A assistente social esclareceu as diretrizes e princípios contidos na Lei Orgânica de Saúde/ LOS – Lei nº 8.080/1990 e reforçou a amplitude do SUS. Vera na sua exposição contextualizou a saúde nos dias atuais e pontuou como um dos desafios para a saúde estadual o processo de regulação em saúde e de referência e contra referência. Ressaltou a importância da participação da comunidade na gestão do SUS e das instância de pactuação e deliberação, bem como do monitoramento e avaliação das ações. Ela chamou a atenção para a importância da participação popular na efetivação da LOS e no aprimoramento dos serviços de saúde, destacando assim, que as PLP's devem ter consciência do seu poder de luta.

Em seguida, Carlos Alexandre Rodrigues, enfermeiro e coordenador especial da rede assistencial de educação em saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, explanou sobre “Saúde da Mulher”. Carlos trouxe o panorama de como vem sendo desenvolvida a saúde da mulher na secretaria municipal, tendo em vista as orientações nacionais. Para introduzir esta temática, ele mostrou a relação da mulher e o serviço de saúde e discorreu sobre a evolução da política de atenção à saúde da mulher no Brasil. Carlos destacou o avanço nesta seara a partir da criação em 1986 do Programa de Assistência Integral à Mulher, o qual deu início ao processo de ampliação das ações, antes direcionadas à assistência na gravidez e no parto. Além disso, Carlos realizou uma análise sobre a situação sociodemográfica e epidemiológica deste público-alvo, enfatizando que as ações em saúde da mulher devem ter como pano de fundo a inserção da mulher nas relações sociais.

Ele esclareceu que a assistência à saúde da mulher hoje, conforme a Política Nacional de Assistência Integral à Saúde da Mulher, é estruturada pelos eixos: crescimento e desenvolvimento; saúde na infância e idade escolar; pré-natal, parto e puerpério; planejamento familiar e assistência reprodutiva; rastreamento de câncer; climatério e menopausa; empoderamento e luta contra a violência; educação em saúde; saúde na população privada de liberdade; mulher negra e DST/AIDS. Após explicar cada item, Carlos abordou a rede de atenção à saúde da mulher – rede cegonha, que visa implementar uma rede de cuidados para assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e a atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar às crianças o direito ao nascimento seguro e ao crescimento e desenvolvimento saudáveis. Para complementar o enfermeiro expôs os objetivos da rede, seus componentes estruturantes e as ferramentas de monitoramento.

Outro tema trabalhado diz respeito às “Doenças Sexualmente Transmissíveis/HIV/AIDS”, desenvolvido pela enfermeira do Serviço de Assistência  Especializado em DST/AIDS– SAE, Liney Maria Araújo. A enfermeira enfatizou o objetivo de tratar precocemente as DST para quebrar a barreira de transmissão e transpor a barreria de preconceito e pré conceitos. Liney pontuou que todos os casos de DST devem ser notificados e acompanhados pela saúde pública. Ela esclareceu que as crianças com DST são atendidas no Hospital Júlio Muiller, serviço de referência nestes casos. Outrossim, Liney explicou os tipos de DST apresentando suas nomeações, sintomas, características e tratamento. Dentre as DST foram descritas: gonorreia, clamídia, HPV e sífilis.

A enfermeira reforçou a importância da escuta aos pacientes para poder realizar o diagnóstico e fornecer as orientações necessárias para o tratamento, bem como ponderou que o atendimento deve ser norteado pela ética, não cabendo o julgamento. Ela ao longo da sua apresentação mencionou situações vivenciadas no seu cotidiano profissional e buscou descrever as doenças tendo o auxílio de imagens que contribuíram para a identificação e distinção das doenças.

Após as palestras, que foram desenvolvidas de forma envolvente e didática, o encontro foi finalizado com a confraternização das mulheres por meio de um amigo oculto de chocolate, regado de descontração e interação.

Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Promotoras Legais Populares
28/03/15
Turmas de Promotoras Legais Populares se reúnem para traçar metas de trabalho
26/03/15
Promotoras Legais Populares de Cuiabá são homenageadas
28/02/15
Emoção, autoconhecimento e valoração do trabalho em equipe marcam o útimo dia de aulas da segunda turma do PLP
07/02/15
Promotores e Terapeuta dão aulas para as Promotoras Legais Populares
31/01/15
Promotoras Legais Populares visitam a Secretaria de Segurança Pública
29/11/14
Primeiros socorros, álcool e drogas são temas de palestras no PLP-MT
08/11/14
alunas so PLP têm aulas sobre adoção, previdência social e direito do consumidor
25/10/14
Educação, bullying e assistência social são temas de debate no projeto Promotoras Legais Populares
10/10/14
Promotoras Legais Populares e parceiros realizam seminário
11/10/14
Estatutos do Idoso e da Criança e do Adolescente são estudados no PLP
27/09/14
Os diversos formatos de família são debatidos pelas alunas do projeto Promotoras Legais Populares
13/09/14
Promotoras Legais Populares estudam Direito de Famíia
30/08/14
Formação socioeconômica do Brasil foi o tema do encontro do Curso de Formação Promotoras Legais Populares de Cuiabá
16/08/14
Organização do Estado e Participação Popular são temas dos trabalhos do Projeto Promotoras Legais Populares
02/08/14
Promotoras Legais Populares de MT estudam a Constituição Federal , os direitos fundamentais e o perfil dos agressores domésticos
26/07/14
O conhecimento dos próprios direitos foi o tema da reunião das Promotoras Legais Populares - MT
07/06/14
Alunas do PLP têm aulas sobre a Lei Maria da Penha com promotora, juíza e defensora pública
30/06/14
A Lei Maria da Penha sob a perspectiva feminista é debatida pelas alunas do projeto Promotoras Legais Populares
24/05/14
Lei Maria da Penha é estudada pelas alunas do Projeto Promotoras Legais Populares
17/05/14
Violência de gênero é tema de palestra das Promotoras Legais Populares
PALESTRA EM ENCONTRO NACIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA
Poderes se unem contra a violência doméstica - Lançamento do Projeto "Homens que Agradam NÃO Agridem"
D2 Comunicação Ltda
Rua 14, nº 125-A, Bairro Boa Esperança, Cep nº 78.068-775, Cuiabá/MT CNPJ 08.604.523/0001-59. Fone: (65) 9998-9173