Cuiabá, Sexta-Feira, dia 17 de Novembro de 2017
Busca: 
Quem Somos Jurisprudência Promotoras Legais Peças Processuais Livros Projetos e Campanhas Homenagens Agenda Copevid

Livros

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Lançada em Cuiabá a 1ª edição do livro "Vulnerabilidades, Direito e Gênero"
23/04/12 
 

 

             Na manhã desta segunda-feira, dia 23 de abril de 2012, no Auditório do Centro Cultural da UFMT, foi realizado o lançamento da 1ª edição do livro “Vulnerabilidades, Direito e Gênero” e do vídeo institucional “Brasil, 05 anos após a Lei Maria da Penha”. O evento foi organizado pela Juíza de Direito, Professora e Diretora do Núcleo de Pesquisa Vulnerabilidades, Direito e Gênero da UFMT, Amini Haddad Campos.
 
            Amini anunciou a criação do Núcleo de Pesquisa, que se deu em Novembro de 2011, visando a democratização e a contribuição para a sociedade Mato-Grossense, ressaltando a importância de participação com os Poderes da República e dos universitários, fortalecendo os princípios constitucionais.
 
Foi destacado, ainda, que Mato Grosso foi o pioneiro em criar um Núcleo de Pesquisas voltado as vulnerabilidades e gênero, bem como a criação da 1ª Vara e da 1ª Promotoria especializadas em combate a violência doméstica e familiar, sendo que Mato Grosso continua sendo destaque na aplicabilidade da Lei Maria da Penha “Mato Grosso servirá de horizonte para o combate a violência, que sirva de lição para os outros países. Apresento o trabalho a Mato Grosso, ao Brasil e ao mundo”, ressaltou Amini.
 
A Secretária da SETAS e Primeira Dama do Estado, Roseli Barbosa, evidenciou a importância da iniciativa dos trabalhos feito em parceria pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, da UFMT e do Governo do Estado, “Mato Grosso é destaque nacional principalmente pelo trabalho árduo do Poder Judiciário”, destacando as medidas importantes e os projetos que vem sendo trabalhados, que visam a melhoria das mulheres que estão vivendo em situações vulneráveis.
 
O Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Desembargador Rubens de Oliveira Santos Filho, relatou a importância do apoio as políticas sociais e o trabalho que o Tribunal de Justiça vem fazendo com essas parcerias firmadas, destacando a criação de mais uma vara especializada em combate a violência doméstica “a sociedade Mato Grossense e as mulheres que estão sujeitas a essa vulnerabilidade têm que saber que tem um porto seguro e que podem contar com o Poder Judiciário”, enfatizou.
 
Maria Lúcia Cavalli Neder, Reitora da UFMT, ressaltou  a importância dos trabalhos feitos em sala de aula que visam trabalhar o respeito a biodiversidade, a mulher, a homossexualidade e ao negro, ressaltando que não é uma tarefa fácil desconstruir um pré-conceito cultural formado ao longo dos tempos “buscamos a educação que diz não ao preconceito e sim a biodiversidade”.
 
Ao final, foi lançado o vídeo institucional “Brasil 05 anos após a Lei Maria da Penha” e entregue exemplares da 1ª Revista “Vulnerabilidades, Direito e Gênero” e do 1º Livro “Vulnerabilidades, Direito e Gênero”, todos esses lançamento nacionais serão apresentados em Londres no dia 04 de maio do corrente ano, pela juíza de direito Amini Haddad Campos.
 
Amini Haddad Campos, destacou que na data de hoje foi feito o lançamento nacional dos trabalhos desenvolvidos em cooperação técnica, “vamos lançar esses trabalhos em Londres no dia 04 de maio, serão mostrados os trabalhos e avanços da Lei Maria da Penha, mapeando os índices da violência de gênero e mostrando o papel deste núcleo”.
 
O evento contou com a presença da promotora de justiça Lindinalva Rodrigues Dalla Costa, que também colaborou com o livro lançado com a redação de artigo sobre a Lei Maria da Penha, bem como da desembargadora Shelma Lombardi de Kato , responsável pela instalação das varas de violência doméstica em Mato Grosso e pioneira na defesa das mulheres contra a violência de gênero e do desembargador Paulo da Cunha, que sempre acompanha os trabalhos desenvolvidos nesta área.
 
A Primeira Dama da Capital, Norma Sueli Galindo, relatou da importância de Cuiabá e do Estado em se fazer demonstrar que foi o pioneiro na aplicabilidade da Lei Maria da Penha “Cuiabá está participando junto com as juízas para somar, a Prefeitura está dando todo o apoio gráfico e material necessário. Levaremos para Londres também o trabalho feito na Casa de Amparo”.
 
 A Presidente da Superintendência de Políticas Para as Mulheres de Mato Grosso, Ana Emília Iponema Brasil Sotero, trouxe à tona: “é maravilhoso as políticas públicas para as mulheres do judiciário de Mato Grosso, serão mostrados para o mundo os trabalhos feitos com positividade e eficiência”.
 
 Gabriela Machado Koch, acadêmica de direito da UFMT e pesquisadora do núcleo, relatou que os trabalhos são realizados por 8 acadêmicos da UFMT e 2 acadêmicos da UNIC, destacando a forma como são realizados os trabalhos “cada membro do grupo pode escolher o que deseja trabalhar, a forma de violência, a sua ambiência, podendo ser da infância até a mulher adulta”.
Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Livros
LIVRO DIREITOS HUMANOS DAS MULHERES NO CONGRESSO NACIONAL
26/07/11
Operadores jurídicos de Mato Grosso lançam livro no Ministério da Justiça
11/03/11
LANÇAMENTO DO LIVRO: "SISTEMA DE JUSTIÇA, DIREITOS HUMANOS E VIOLÊNCIA NO ÂMBITO FAMILIAR"
11/03/11
LIVRO SISTEMA DE JUSTIÇA,DIREITOS HUMANOS E VIOLÊNCIA NO ÂMBITO FAMILIAR
LANÇAMENTO do Livro sobre Constituição, Democracia, Justiça e Direitos Humanos
LANÇAMENTO DO LIVRO VIOLÊNCIA DOMÉSTICA: VULNERABILIDADE E DESAFIOS
LANÇAMENTO DO LIVRO DIREITOS HUMANOS DAS MULHERES EM CUIABÁ
PALESTRA EM ENCONTRO NACIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA
Poderes se unem contra a violência doméstica - Lançamento do Projeto "Homens que Agradam NÃO Agridem"
D2 Comunicação Ltda
Rua 14, nº 125-A, Bairro Boa Esperança, Cep nº 78.068-775, Cuiabá/MT CNPJ 08.604.523/0001-59. Fone: (65) 9998-9173