Cuiabá, Sexta-Feira, dia 19 de Outubro de 2018
Busca: 
Quem Somos Jurisprudência Promotoras Legais Peças Processuais Livros Projetos e Campanhas Homenagens Agenda Copevid

Notícias

Nome:
E-mail:
Seu amigo:
E-mail dele:
Assunto:
Comentário:
Projeto do MP é desenvolvido na Empresa Mira Transportes
23/02/18 - 14:00 
 

 Na Sexta, 23 de fevereiro de 2018, na Empresa Mira Transportes - foi desenvolvido o Projeto “Homens que Agradam Não Agridem”, o qual contou com a presença de 39 (trinta e nove) homens e 01 (uma) mulher.

 

Na “Empresa Mira Transportes” - o projeto foi desenvolvido por meio de palestras e vídeos apresentados e coordenados por Christina Mendonça (psicóloga) Renata de Paula Teixeira (assistente social), Maria Aparecida Rodrigues (assistente ministerial) e Lucas Herrero Araújo Fernandes (técnico administrativo), tratou-se de uma oficina de atualização sobre o atendimento intersetorial a pessoas em situação de violência, voltado para homens e mulheres que tiveram a oportunidade de partilhar suas experiências.

 

Na apresentação do projeto
foi abordado pelos participantes que as pessoas não devem interferir entre briga de marido e mulher, pois podem acabar se machucando, tendo em vista que teve um caso de agressão que a polícia militar foi acionada para atender uma ocorrência de agressão física e psicológica envolvendo violência doméstica contra a mulher e um dos participantes, até, respondeu a um procedimento, por conta disso.

 

Além dos participantes afirmarem que o álcool e as drogas não são causas reais da violência doméstica contra a mulher, já que a agressão está relacionada com a índole da pessoa, envolvendo a forma que foram criadas, os conceitos e a espiritualidade de cada ser humano, os quais ajudam a forma a personalidade e a compreender a importância do equilíbrio emocional e psicológico dentro do ambiente doméstico.

 

Na opinião da maioria dos participantes, a droga destrói o ser humano, o álcool a família, já a traição e a infidelidade contribuem para a violência, sendo que para muitos o índice de violência doméstica e familiar contra a mulher aumentou, porque atualmente as pessoas denunciam e antigamente isso não acontecia.

 

Mencionaram também
que o crime de lesão corporal não permite retratação da vítima, tendo, ainda, citado exemplo em caso concreto, interagiram uns com os outros demonstrando que gostaram muito da palestra, por se tratar de um tema muito interessante e abordado nos dias atuais todos participaram de uma forma ou de outra, fazendo colocações interessantes e pertinentes.

Nome:
E-mail:
Título:
Comentário:
Comentários Envie o seu
 
Não foi feito nenhum comentário para esta matéria até o presente momento
Mais Notícias
02/03/16
Promotora de Mato Grosso participa de reunião do ENASP sobre feminicídio em Brasília
26/02/16
Lindinalva Rodrigues participa de reunião com o sistema de justiça em Brasília
24/02/16
Promotora participa de posse de Desembargador no Mato Grosso do Sul
01/12/15
Promotora participa de audiência pública no Senado Federal
15/06/15
Polícia Militar recebe capacitação em violência doméstica
23/05/15
Rondonópolis realiza seminário para discutir as dificuldades das mulheres
20/05/15
Sistema de intenação de adolescentes infratores enfrenta carência de políticas públicas essenciais
23/04/15
Se forma a segunda turma das Promotoras Legais Populares de Cuiabá
15/04/15
Audiência Pública em Cuiabá debate a inclusão de questões de gênero nos currículos escolares
14/04/15
Promotora auxilia CPI das Próteses do Senado Federal
08/03/15
A luta pela igualdade de gênero está apenas engatinhando
19/12/14
A Cultura da Violência contra a Mulher
27/11/14
Promotora visita Centro de Referência da Paraíba
10/11/14
Promotora de Justiça recebe moção de aplausos por trabalho em prol da defesa dos direitos de mulheres vítimas de violência
09/10/14
Promotora de Justiça de MT participa de oficina sobre feminicídio
08/10/14
Promotores de Justiça participam de oficina sobre feminicídio em Brasília
22/08/14
Promotora de Mato Grosso recebe homenagem do Ministério Público do Piauí
04/08/14
MP-SP lança campanha de apoio ao projeto de lei que inclui o feminicídio no Código Penal
21/07/14
Em Manaus Copevid se reúne para aprimoramento do combate à violência doméstica
PALESTRA EM ENCONTRO NACIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA
Poderes se unem contra a violência doméstica - Lançamento do Projeto "Homens que Agradam NÃO Agridem"
D2 Comunicação Ltda
Rua 14, nº 125-A, Bairro Boa Esperança, Cep nº 78.068-775, Cuiabá/MT CNPJ 08.604.523/0001-59. Fone: (65) 9998-9173